12/02/2019

POR CARLA NEVES
FOTO: Lançamento da Rock District (Foto: I hate flash | Bleia)

Balé vai homenagear videoclipes que marcaram gerações. Entre os destaques está “Happy”, de Pharrell Williams. Já no palco, artistas consagrados apresentarão o lado B de suas carreiras, entre eles, Rogério Flausino e Sideral

Em 2019, a Rock District, bairro da Cidade do Rock – que na edição passada fez a sua estreia no festival e trouxe a Calçada da Fama inspirada em Hollywood, além do Wall of Fame, com as marcas das mãos de astros que passaram no Palco Mundo – vem com muitas novidades. Nesta terça-feira (12), a organização do Rock in Rio anunciou que a área trará uma releitura de clipes emblemáticos da música mundial em coreografias leves e descontraídas. No total, serão nove apresentações de canções distintas e emblemáticas protagonizadas por 18 bailarinos da Cia. Nós da Dança. “Este ano, a Rock District quer trazer a festa, a alegria, fazer com que as pessoas entrem ali e curtam tudo, vivam uma experiência que talvez não vivam no seu dia a dia. Minha intenção é sempre levar o alto-astral, botar todo mundo para cima, colocar o público cantando, dançando e curtindo tudo o que se passa ali, como num bairro”, conta Marisa Menezes, diretora artística do Rock in Rio.

Já no palco, artistas consagrados apresentarão o lado B de suas carreiras. Entre eles, Rogério Flausino e Sideral, que, assim como na edição passada, farão uma homenagem a Cazuza, a pedido dos fãs. “A gente está fazendo esse projeto há uns três anos e ganhou esse presentão em 2017, mas não sabia exatamente o que ia acontecer. Porque conheço o Rock in Rio muito por aquele palcão gigante, graças a Deus, por causa do Jota. E na Rock District foi um negócio tão alucinante, juntaram umas 25 mil pessoas ali na frente no último dia do festival para cantar Cazuza com a gente. A Lucinha Araújo (mãe do Cazuza) estava lá no palco, vários amigos e tal, foi espetacular e agora a gente está de novo”, festeja Rogério Flausino.

Sideral também está ansioso para cantar ao lado do irmão. E já adianta o que o público pode esperar do show. “É claro que tem clássicos do Cazuza de todas as fases, desde o Barão até a fase solo, que não podem faltar. Tem ‘Brasil’, ‘Vida Louca Vida’, ‘Exagerado’. A gente ainda vai mostrar aquele pedaço do Cazuza flertando com a MPB e a Bossa Nova, com ‘Codinome Beija-Flor’, ‘Preciso dizer que te amo’ e ‘Faz parte do meu show’, entre outras”, afirma.

HOMENAGENS

A Rock Street Band – formada por André Frateschi, Mauro Berman, Fernando Vidal, Lourenço Monteiro e Gê Fonseca – volta ao Rock in Rio 2019 com repertório de bandas que já passaram pelo festival, além de fazer uma homenagem ao Queen, Led Zeppelin e Raul Seixas. O palco da Rock District vai receber 11 shows inéditos e apresentações da Rock Street Band, que terá várias entradas ao longo do dia. Estão confirmados para a área apresentações de: Dinho Outro Preto, Rogério Flausino e Sideral, Sioux 66, Deia Cassali, Thiago Fragoso, Kisser Klan, Rollando Stones, Notórios, Movie Over e Tamo aí na atividade – uma celebração ao Charlie Brown Jr, com os integrantes Marcão, Pinguim e Heitor, apresentando um repertório montado especialmente para a Rock District.

Os artistas apresentarão ao público um lado pouco conhecido de suas carreiras: o que eles tocam fora de suas turnês oficiais. Estreante na Rock District, o ator e cantor Thiago Fragoso está empolgado para o dia que vai se apresentar. “É uma loucura, todo dia vejo o setlist, é um processo intenso e vai ser uma curtição enorme. Alguma música minha vai ter porque estou lançando um disco, mas também quero que pelo menos metade das músicas seja de mulheres porque acho que hoje em dia não pensar nisso é meio démodé. Tem que valorizar o trabalho das artistas brasileiras e internacionais, é um momento de empoderamento”, argumenta.

A cantora Deia Cassali também está ansiosa com sua estreia na Rock District. “Eles me ligaram no dia 14 de agosto, meu aniversário, para me dizerem que eu tocaria na Rock District. Quase não acreditei, pensei até que fosse trote. Trabalho com música há 12 anos e sei que esta será uma oportunidade única. Tocaremos no dia 4 de outubro, data dedicada ao heavy metal. Por isso, apresentarei uma homenagem aos artistas que fazem esse som pesado, como AC/DC e Iron Maiden”, adianta ela.

INTERAÇÃO

A versatilidade dos passos ficará por conta da coreógrafa Regina Sauer, que já ensaia os 18 bailarinos para apresentarem os passos de “Dancing Queen” – clássico do ABBA que marcou uma das cenas do musical “Mamma Mia!”. A canção dará as boas-vindas ao público com balões e boás coloridos.

O figurino do cantor e compositor Pharrell Williams no clipe da música “Happy” será a inspiração para mais uma coreografia que promete animar o público presente. O visual futurista de Lady Gaga em “Bad Romance” e as coreografias marcantes de Beyoncé em “Single Ladies” vão transmitir ao público o clima dos clipes.

Para a coreografia de Bruno Mars em “Uptown Funk”, os bailarinos usarão peças como, por exemplo, blazers, suspensórios e chapéus remetendo às roupas usadas no videoclipe. O rei do pop Michael Jackson não vai ficar de fora e terá dois videoclipes relembrados na Rock District: “Bad” e “Beat it”.

As cores de “Bang Bang”, um feat de Ariana Grande, Nicki Minaj e Jessie J também vão ganhar vida na Rock District. E para fechar as homenagens, um momento especial está sendo desenvolvido: os bailarinos com roupas pretas cobertas por luz neon vão sacudir a rua ao som contagiante de “I gotta felling”, do Black Eyed Peas, conduzindo o público diretamente para outra área do Rock in Rio.

E a homenagem ao mundo da música não vai parar por aí. O chão das estrelas, inspirado
em Hollywood, segue nesta edição com grandes nomes da cena musical, assim como o
Rock in Rio Wall of Fame, que conta com mãos de celebridades nacionais e internacionais gravadas no concreto como Iron Maiden, Shawn Mendes, Titãs, The Who, Ivete Sangalo entre outros.

Quem passar pela Rock District ainda será surpreendido por outras atrações. Sucesso
na edição de 2017, o trio de violinistas Tritony fará apresentações que se destacam
pela sonoridade e performance dos diversos estilos musicais. Nesta edição, o grupo, formado apenas por mulheres, chega com novos arranjos e músicas. Quem também estará por lá é o grupo de canto à capela, Voice In, que vai interpretar músicas pop e medleys originais de arranjos próprios.

No comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Reply

ERROR: si-captcha.php plugin says captcha_library not found.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>