Por Rota Cult – 21 de Maio de 2018 – Rota Cult

Em janeiro, Marcelo Quintanilha – um dos grandes autores da nova geração do MPB – lançou pela gravadora Deck, seu novo trabalho, ‘Caju’. Trata-se de uma homenagem a Cazuza, que no dia 4 de abril deste ano completaria 60 anos. O repertório do álbum ganhou sua primeira apresentação na última sexta-feira, 18 de maio, com a estreia do show ‘Caju’ no Teatro Jorge Amado, em Salvador, e de lá segue para São Paulo (9 de junho no Sesc Belenzinho), Santo André (7 de julho no Sesc Santo André) e Rio de Janeiro (data será divulgada em breve). Cunhado e parceiro em composições de Daniela Mercury, Quintanilha resolveu chamar a cantora baiana para dirigir seu show.

“Estrear o show em Salvador é carregar-se de axé e alto astral para a nossa caminhada ser cada vez mais iluminada e cheia de boas surpresas e emoções. Estou muito feliz, e acho que Cazuza deve estar também! Agradeço à Daniela Mercury e também à Amandinha Rangel pelas lindas participações que abrilhantaram ainda mais nosso show, e aproveito pra convidar a todos pra estarem conosco nos próximos”, diz Quinta, que completa sobre a direção de Daniela Mercury ao espetáculo: “Digo sempre que contar com ela foi a cereja do bolo desse projeto. Já somos parceiros há muito tempo, nos entendemos muito bem, tanto pessoalmente quanto musicalmente”.

No repertório de Caju (como Cazuza carinhosamente era chamado pelos amigos), estão canções do poeta, como “Blues da Piedade”, “Codinome Beija-Flor” e “Exagerado”, além de músicas que Cazuza eternizou como intérprete, como “O Mundo é um Moinho” de Cartola, e “Vida Louca Vida” de Lobão e Bernardo Vilhena. O show conta com desenhos do artista plástico Cristiano Bernardo.

“Suas gravuras ganham vida pelas mãos de Celso Soldi, animador profissional, e são projetadas no fundo do palco. Cada canção de Cazuza tem uma ilustração própria. Há um momento voz e violão. O show de estreia em São Paulo vai contar com a participação da minha filha, Nina Quintanilha”, conta Quintanilha. E “Azul e Amarelo”, que faz alusão as cores de Logun Edé, Orixá de Cazuza, dita a concepção estética do figurino elegante de Adriana Recchi, da iluminação de Silvestre Jr.

A expectativa é que a passagem por São Paulo seja também um sucesso, já que a receptividade do público com o álbum foi muito boa. “Nunca tive um retorno tão positivo quanto estou tendo agora. Estou felicíssimo por perceber que as pessoas entenderam a proposta e abraçaram o álbum como uma homenagem sincera a Cazuza, feita com todo o carinho e respeito. Feliz também por estar agradando aos críticos especializados, claro. Mas a resposta do público, e dos fãs de Cazuza é o que mais me importa e fortalece. Viva Cazuza!”, vibra Quintanilha.

Ouça e baixe Caju: https://MarceloQuintanilha.lnk.to/CajuAsCancoesdeCazuza

URL original: https://rotacult.com.br/2018/05/marcelo-quintanilha-festeja-estreia-do-show-caju-em-salvador/

No comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Reply

ERROR: si-captcha.php plugin says captcha_library not found.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>