Fachada foi restaurada e pintada de rosa para se transformar no Centro Cultural Cazuza – Ana Beatriz Marin/Agência O Globo
POR ANA BEATRIZ MARIN
08/05/2018 15:00 – O Globo

Roupas, fotos e até escrivaninha que o artista usou na infância ficarão em exposição

VASSOURAS — No Centro Histórico de Vassouras, a residência de fachada e paredes brancas que desde 1990 abrigava a Casa de Cultura Tancredo Neves agora é rosa. Na rua, a calçada está recuperada. No interior da construção, 26 lustres de cristal comprados em antiquários de Copacabana, na Zona Sul do Rio, enfeitam o local, decorado também com novas mesas e cadeiras. No jardim, foi colocada grama esmeralda (a mesma usada no Estádio do Maracanã) e até a geladeira e o fogão foram trocados. Tudo para que o espaço pudesse ser reinaugurado como Centro Cultural Cazuza. Em 11 de maio, uma festa para 150 convidados e show de Sandra de Sá marcarão a abertura oficial do espaço (o público poderá visitá-lo a partir do dia 12). A apresentação da cantora, porém, será gratuita e acontecerá na Praça Barão de Campo Belo, em frente ao local, a partir das 20h30m. No dia 12, o Bloco Exagerado (às 18h) e Gilberto Gil (às 21h) tocarão mesmo lugar.

Lucinha Araújo nasceu na casa que abriga o centro cultural. Daí vem a ligação com o espaço e com Vassouras.

— Minha mãe queria que um dos filhos nascesse em na cidade, e fui a escolhida. Eu e Cazuza passamos muitas férias lá, e foi onde conheci o João — conta Lucinha, referindo-se a João Araújo, produtor musical e pai de Cazuza (1935-2013).

Ela e o empresário Fernando Vianna, casado com uma de suas sobrinhas, investiram R$ 2 milhões na reforma do local, que é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O segundo andar será dedicado exclusivamente a Cazuza. Lá, ficarão expostas a escrivaninha que ele usou na infância, peças de roupa, letras de música e fotos de shows. Na entrada do centro cultural haverá ainda uma estátua do cantor, feita por Christina Motta, responsável também pela escultura em bronze do artista, e inaugurada no fim de 2016, no Leblon, na Zona Sul do Rio.

A programação de exposições e concertos oferecida anteriormente será mantida e haverá ainda um pequeno anfiteatro para 30 pessoas. Mas a Biblioteca Municipal Maurício de Lacerda, que funcionava no local, será transferida para o Palacete do Barão de Itambé, ao lado.

— Na casa, ficarão apenas os livros que contam a história de Vassouras — diz o subsecretário de Cultura do município, Marcelo de Freitas.

Ele afirma que a Casa de Cultura Tancredo Neves vinha funcionando de forma precária

— A prefeitura não tinha dinheiro para fazer a reforma — diz ele.

A prefeitura de Vassouras continuará responsável pela gestão do lugar, e a entrada será gratuita.

URL original: https://oglobo.globo.com/boa-viagem/centro-cultural-cazuza-abre-as-portas-em-vassouras-22661771

No comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Reply

ERROR: si-captcha.php plugin says captcha_library not found.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>